Skip to content

A decadência do futebol no RJ

28 de janeiro de 2009


<!–
/* Font Definitions */
@font-face
{font-family:”MS Mincho”;
panose-1:2 2 6 9 4 2 5 8 3 4;
mso-font-alt:”MS 明朝”;
mso-font-charset:128;
mso-generic-font-family:modern;
mso-font-pitch:fixed;
mso-font-signature:-1610612033 1757936891 16 0 131231 0;}
@font-face
{font-family:”Cambria Math”;
panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4;
mso-font-charset:0;
mso-generic-font-family:roman;
mso-font-pitch:variable;
mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;}
@font-face
{font-family:”\@MS Mincho”;
panose-1:2 2 6 9 4 2 5 8 3 4;
mso-font-charset:128;
mso-generic-font-family:modern;
mso-font-pitch:fixed;
mso-font-signature:-1610612033 1757936891 16 0 131231 0;}
/* Style Definitions */
p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal
{mso-style-unhide:no;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
margin:0cm;
margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:12.0pt;
font-family:”Times New Roman”,”serif”;
mso-fareast-font-family:”MS Mincho”;
mso-fareast-language:JA;
mso-bidi-language:#E748;}
.MsoChpDefault
{mso-style-type:export-only;
mso-default-props:yes;
font-size:10.0pt;
mso-ansi-font-size:10.0pt;
mso-bidi-font-size:10.0pt;
mso-fareast-font-family:”MS Mincho”;}
@page Section1
{size:612.0pt 792.0pt;
margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm;
mso-header-margin:36.0pt;
mso-footer-margin:36.0pt;
mso-paper-source:0;}
div.Section1
{page:Section1;}
–>


O Campeonato Carioca consegue superar sua mediocridade a cada ano


A ressurreição é para poucos. Todos esperavam dos times cariocas esquadras memoráveis como no passado, o Flamengo esperava Ronaldo, Fluminense contava com reforços de fora como Thiago Neves, o Vasco deseja imitar o Corinthians, e o Botafogo queria repetir o feito do primeiro semestre de 2008. Mas, o mercado da bola é cruel. Os times paulistas com o caixa em baixa em razão da crise resolveram passar o rodo nos cariocas e levar os poucos jogadores bons que lá existiam.

Olhando por cima podemos ver o Vasco como o “pior” time nas contratações, e caso não traga algo realmente de peso – e não estou falando de Carlos Alberto – pode passar vergonha na Série B e inclusive cair pra Série C. Pra piorar a pressão de Eurico Miranda pode derrubar Roberto Dinamite antes do fim de 2009.

Em compensação, o Botafogo foi o time que mais sofreu com rapa paulista, perdeu inclusive o ex-presidente Bebeto de Freitas que foi para o Atlético MG assumir a direção executiva. Ney Franco terá problema para manter-se no cargo, caso não faça um trabalho parecido com o de Cuca. Trouxe refugos de todo canto do país, inclusive trouxe de volta o zagueiro que nada fez no São Paulo, Juninho. Além do atacante Reinaldo (29), estava no JEF United do Japão onde fazia partidas regulares.

O Fluminense por sua vez é um caso raro. Um time razoável no papel, mantém parte de sua base vice-campeã da Libertadores e substituiu Washington a altura, ao tirar Leandro Amaral do Vasco. Ainda assim consegue decepcionar seus torcedores com jogos inexpressivos e deixando a vitória escapar por seus dedos. Outro grande problema do Fluminense é seu técnico, René Simões. Com ele em si não há nenhum problema, mas o grande problema é a falta de confiança em seu trabalho. Caso ele não leve o Fluminense as quartas-de-finais da Copa do Brasil à final do Carioca será substituído antes do Brasileiro.

Márcio Braga que me desculpe, mas o Flamengo não foi traído. O Ronaldo estava ali o tempo inteiro, e em nenhum momento o clube fez uma proposta ao jogador. Tenho a mais plena certeza que Márcio Braga esperava o Ronaldo de bandeja, pra ser mais exato de graça. Engraçado mesmo foi ouvir de Márcio Braga que a proposta do Corinthians era igual a do Flamengo… Lógico que ele falou isso após a proposta ser formalizada e o uniforme do Corinthians transformar-se quase num macacão de piloto de F1. Por outro lado, o Flamengo é o time que melhor contratou e tem a comissão técnica por um técnico dedicado, Cuca. Com muitos refugos como os outros times, mas esses jogadores fizeram algo em parte de sua carreira. Só faltou a presença do nobre Adriano Gabirú no time da Gávea, o homem que deixou o mundo vermelho ao trazer o título para Inter de Porto Alegre.

Enfim o último fim de semana foi uma excelente amostra de como andam os times cariocas. Enquanto os outros grandes voltam de temporada e a força do interior no máximo empata com os times grande, no Rio eles levaram olé de Cabofriense e companhia para alegria de Paulo Bonfá e Marcos Bianchi. Destaque para o Flamengo ao obter uma vitória suada com ajuda de sua arma secreta, não falo de Obina e sim da arbitragem carioca ao anular um gol legítimo do Friburguense.

Agora pergunto ao nobre leitor, sobrou algo no decadente futebol carioca?

One Comment leave one →
  1. Anônimo permalink
    28 de janeiro de 2009 14:52

    denelzow@gmail.com

    Desculpa, mas sobre futebol não comento… já que não sou uma boa conhecedora do assunto.
    Mas uma coisa digo e repito, seus textos estão cada dia melhores!
    ;*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: