Skip to content

Alec Baldwin estréia programa com Filarmônica de NY

14 de janeiro de 2010

Ator afirma ter relação única com a música clássica

O ator Alec Baldwin, tornou-se parte da Filarmônica de Nova York recentemente. Não como músico, mas como apresentando do programa de rádio da orquestra. Baldwin é fã declarado da música erudita especialmente do compositor tcheco, Gustav Mahler, e afirma ter uma relação estreita com o gênero desde a década de 80.

“Como Edgar Allan Poe disse, a arte sublime é o que procuro” disse Baldwin.

O programa, New York Philharmonic This Week, tem duração de 1h30e e pode ser escutado. O progama dessa semana apresenta obras de compositores George Gershwin, John Phillip Sousa e Aaron Copland. Com solos do pianista Marc-André Hamelin, a Filarmônica de NY fica sob a batuta de Bramwell Tovey.

Nomeado ao Globo de Ouro como melhor ator em série cômica, por 30 Rock. Alec Baldwin ainda apresentou o concerto de gala de fim de ano da orquestra, e deve fazer outras participações com o conjunto durante o ano.

Música e  sétima arte

Embora um bicho de sete cabeças para muitas pessoas, a música clássica ainda é um ótimo momento de inspiração e diversão para qualquer pessoa. A relação entra a dramaturgia e a música está além da trilha sonora, o primeiro a utilizar algo do gênero foi  Charles Chaplin em seu primeiro filme falado, O Grande Ditador.

Neste trecho podemos ver Chaplin brincar com a música – Quinta Dança Hungara de Brahms – enquanto atua, algo totalmente inovador na época:

Rowan Atkinson, o lendário Mr. Bean demonstra a mesma linha de humor ao interpretar a 5º sinfonia de Beethoven:

Também temos a interpretação da ácida trupe inglesa, Monty Python’s, na vida e no concerto para Piano e Orquestra do compositor russo, Piotr Tchaikovsky. Inclusive abordando os aspectos pessoais de sua vida do autor, como as relações bissexuais:

O pessoal da Sesame Street – conhecidos por aqui como, Vila Sésamo – também obteve seus momentos de comédia, como ao acompanhar o flautista James Galway, gerando um momento único na pequena orquestra daquele programa:

Por fim, nada iguala aos memoráveis desenhos da década de 60. O “Cat Concert” de Tom & Jerry é o melhor exemplo da perfeita união entre artes, comédia e música.

No desenho que comemora 45 anos em 2010, mostra as trapalhadas da eterna dupla MGM durante o tempo da música. As imagens de Cat Concert,alegra até os dias de hoje jovens de todas as idades.

Não há como não lembrar a postura arrogante de Tom, ao sentar-se no piano. E do folgado Jerry ao atazanar-lo… Vejam mais uma vez, vale a pena:

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: