Skip to content

Causos do Cotidiano: Entre canetas, apm e vendedores raivosos

29 de janeiro de 2010
tags:

A paixão de Lima Barreto também atinge a este blogueiro

Durante anos tenho nutrido uma paixão insensata por canetas. Embora tente ficar antenado com as novidades da internet ao digitar em blog, twitter, facebook, formspring e afins, nada substitui uma caneta.Não falo daquelas canetas, gíria utilizada no futebol para o famoso drible entre as pernas do adversário, que tira qualquer zagueiro do sério, muito mais que as pedaladas de Robinho.

Creio ser até incomum nos dias de hoje alguém ter paixão declarada ao apetrecho, afinal com notebooks, netbooks e pc’s mais modernos e menores a cada nova geração, fica difícil cultivar a paixão pelo objeto que serviu aos meus mestres com fidelidade e carinho.

Tenho caneta de tudo quanto é jeito!

Esferográfica, tinteiro, nanquim, marca-texto, para escrever em cd, até a caneta do smartphone tenho carinho, embora não dê o mesmo gosto de utilizá-la. E, não há melhor época do ano para comprar canetas como em Janeiro. É como comprar morangos em Julho, eclodem aos nossos olhos diversos modelos de canetas.

Portanto, fui hoje a uma loja de artigos de papelaria bem conhecida (principalmente por ter patrocinado o Corinthians em meados da década de 90) com a minha namorada para atualizar meu estoque de canetas.

Entre crianças, mães e pais executivos estressados berrando no telefone, fazia minhas compras calmamente. Testava cada caneta nova e assistiamos aos vendedores me encarando com ódio após dizer frases como: “a ponta dessa caneta é muito dura”, “essa aqui é cara, mas de boa não tem nada”, “se a tinta da normal acaba em dois tempos, imagina da pocket”.

Reparei a raiva dos vendedores não era apenas pelas frases, o fato de escolher as canetas e conversar sobre elas os irritava especialmente por indicar as canetas de melhor custo benefício. Veja bem, ao ver um rapaz comprando um kit de canetas (boas) de R$ 28, com cores que ele nunca ia utilizar como rosa e roxo, indiquei que comprasse um kit da mesma caneta de duas cores (azul e preta) e outra colorida de sua preferência, dando no total R$ 12.

Quando me dei por conta, havia uma legião de pais e alunos atrás de mim com listas de materiais nas mãos, senti-me como numa reunião de pais e mestres com todos querendo saber o motivo da nota de seu respectivo filho ser tão baixa. Olhei para trás e vi um dos vendedores com olhar vermelho, como aquele texugo raivoso dos capítulos do antigo do Pica-Pau.

Pra piorar, na fila do caixa provoquei de vez. Apontei os preços absurdos dos notebooks e netbooks e expliquei a teoria das gôndolas no caminho do caixa paras minha namorada.

Devem ter colocado uma foto minha de procurado, com imagens da câmera de segurança. Não volto lá tão cedo…

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: